sábado, 12 de agosto de 2017

Julho 20.17

2017 tem-me surpreendido cada vez mais. Julho ajudou à festa. Digo isto porque foi neste mês que tirei a carta de condução - o verdadeiro ponto alto. Foi algo que me deu algum trabalho e o medo de reprovar mais uma vez era real. Felizmente, tudo correu pelo melhor e já conduzo sem qualquer receio.
Julho foi o mês do primeiro mergulho, da primeira festa de aniversário de Verão e dos passeios pela praia, o mês do primeiro sunset com amigos, da visita ao Porto para reencontrar uma amiga italiana que conheci em Praga e do 'Acanac + Cedo'.
Julho foi também o primeiro mês que passei na minha verdadeira casa depois de quase um ano. O mês em que matei saudades da comida da minha mãe e da minha cama. O mês em que voltei a reencontrar parte da minha família e em que passei tempo de qualidade com os meus pais. Foi o mês em que voltei a ver o meu irmão - finalmente!!!! -  depois de dois meses sem lhe pôr a vista em cima.
Em Julho viciei no novo álbum dos Foster the People - especialmente na Sit Next to Me - e nas séries Riverdale e Younger. No YouTube, viciei em Porta dos Fundos e em vídeos acerca de Bullet Journal e Journaling. Na Blogosfera amei dois posts e ambos do mesmo blogue: o "Reconheço-me" e o "@rorablue" da Inês, do Bobby Pins. Achei-os, muito sinceramente, brilhantes. A nível académico, descobri - finalmente!!! - que passei a todas as cadeiras e que acabei o 2º ano de licenciatura.
Felizmente, em Julho, não me aconteceu nada de mal. Nem a mim, nem aos meus. Que todos os meses sejam assim.
Em Julho vivi e sorri imenso. Em Julho fui feliz.


*Fotografia da minha autoria. Não utilizar sem autorização prévia*

Sem comentários:

Enviar um comentário