quinta-feira, 10 de agosto de 2017

ACANAC 2017 - Abraço o Futuro #2


O ACANAC já acabou e para trás ficam as memórias e as pessoas que conheci e reencontrei. Apesar da desorganização e das inúmeras falhas, foi uma boa atividade. Como já tinha dito, fui para Idanha-a-Nova dia 26, e apesar de a volta que dei nesse dia pelo CNAE ter sido pequena, pareceu-me que ainda havia muita coisa por fazer e que não ia estar tudo pronto até à chegada dos participantes. 
Ao longo dos dias, essas pequenas dúvidas foram-se dissipando e com a ajuda de todos, as coisas recompuseram-se. No domingo, o dia em que 55% dos participantes chegaram, tudo estava a postos para os receber.

O meu trabalho nesses dias passou por várias coisas: colocar sinalização no campo, retirar mato do campo dos lobitos, colocar paletes de bebidas numa melhor disposição, ajudar a colocar os kits entregues aos agrupamentos em ordem, colocar grades à volta do campo para esconder os geradores, entre muitas outras coisas. Podem parecer coisas simples, mas que debaixo daquele sol abrasador, se tornaram coisas difíceis de executar. Ao longo dos dias no 'Acanac + Cedo' tivemos também oportunidade de ir à piscina, à barragem e ao centro de Idanha, onde vimos os D.A.M.A. e assistimos a um fogo de artifício maravilhoso - coisa que dificilmente esquecerei.



Por ter participado neste programa, senti um certo egoísmo quando, no domingo, montes de escuteiros chegaram e parecia que estavam a invadir um espaço que já era tão meu e que eu "ajudei" a construir. Apesar disso, e depois de terem chegado os meus amigos e conhecidos, esse pensamento desapareceu e deu lugar a uma alegria imensa por estar a partilhar aquele local fantástico com as minhas pessoas.

Logo na segunda-feira, dia 31, reencontrei a Madalena, a minha companheira de Erasmus, o meu Clã e todos os meus amigos que chegaram de Barcelos. Conheci a Leonor, do Dancing Shoes, e foi das melhores coisas que me aconteceu nesta atividade. A ânsia de a conhecer já era muita e assim que se deu a primeira oportunidade sem entraves, encontramo-nos logo. Apesar de ter estado pouquíssimo tempo com ela, deu para perceber que não só na blogosfera mas também na vida real ela é carismática, cheia de vida e uma miúda excelente. Os elogios da parte dela caíram sobre mim de uma forma especial e apesar de não ter dito grande coisa, sinto que ela conseguiu perceber que eu estava super contente por tê-la à minha frente e que os elogios eram recíprocos. O distintivo de Setúbal, que me foi dado por ela, já tem um lugar especial no meu quarto. Agradeço-te muito Leonor pelo distintivo, pelo sorriso, pelos abraços, pelos elogios e por seres tu. Ahhh e a "guerra" de sotaques veio também à baila. ahah Tenho a certeza que nos vamos encontrar um dia destes e falar tudo aquilo que ficou por falar.



Nesse dia conheci o nosso Presidente da República, Prof. Marcelo Rebelo de Sousa que se prontificou a tirar fotografias com todos os presentes, e o João Armando, o Presidente da WOSM - World Organization of the Scout Movement. Queria imenso conhecê-lo antes que o mandato dele terminasse e o dia 31 foi o dia escolhido. Esse dia ficou marcado ainda pelo facto de o Presidente da Câmara de Idanha-a-Nova ter nomeado cada um dos escuteiros presentes como Embaixadores do Município. Algo que não tem qualquer importância a nível civil mas que me deixou super contente.



Os dias seguintes foram passados na freguesia de Oledo, a cerca de 10km de Idanha. Depois de um raide *cof cof* cansativo *cof cof*, chegamos a Oledo e fomos super bem recebidos por toda a população. Convivemos com eles e fizemos um arraial com serenatas incluídas. Fomos pessoas felizes no meio de todos aqueles idosos que estavam felizes por nos verem. A minha tribo fez ainda o jantar na casa de um dos habitantes e jantamos com ele. Tiramos uma fotografia como o anfitrião e agora vamos envia-la por correio para que ele fique com uma recordação nossa.



Assim que saímos de Oledo, voltamos a campo e os restantes dias foram passados ou encontrar pessoal, ou no 7sentes, a dançar e a descobrir novas coisas, ou nos Génesis, a fazer atividades, ou então na Barragem, a andar de canoa e a nadar. Infelizmente e devido ao extremo cansaço acumulado, adormeci e não fui à cerimónia de Encerramento. Pelo que me contaram, foi tão enfadonha como a de Abertura mas com um pequeno up devido ao show dos D.A.M.A.. Ainda assim, gostava de ter estado presente e de ter aproveitado todos aqueles momentos com quem mais gosto. Os momentos da Arena Rover também foram excelentes, sendo que num deles, o cansaço voltou a apoderar-se de mim e não aproveitei nada.

Como já disse acima, as falhas e a desorganização foram uma constante. A pouca variedade de comida nos supermercados, a espera ao frio por mais de 2h30, o pouco sombreamento em certos campos escolhidos para montagem de tendas ou a pressa de voltar a campo para estarmos muito tempo sem fazer nada são alguns dos exemplos. A meu ver, se anunciaram tanto que ia ser o maior acampamento que o CNE já alguma vez teve e que iam estar 22 000 escuteiros em campo, acho que podiam melhorar certas coisas e fazerem jus àquilo que apregoaram. Isto é uma crítica, mas construtiva, para que no próximo Acanac as coisas melhorem e não deixem tão aquém. 

Ainda assim, o acampamento nacional foi espectacular e apesar do cansaço e da saturação que comecei a acusar nos últimos dias, voltava sem pestanejar para reviver cada momento, "reconhecer" cada pessoa e reencontrar cada amigo. Foi fantástico e espero continuar nos escuteiros para reviver o próximo.

Deixo-vos ainda mais algumas fotografias que retratam um pouco o meu ACANAC:










A Leonor despediu-se de mim, na primeira vez que nos encontramos, com um "Sê Feliz!". Durante este ACANAC foi o que mais fui. Obrigado.

"Acredita em ti, abraço o futuro
Deixa que o mundo te inspire a sonhar
Neste Acanac, celebra a amizade
A felicidade podes encontrar"

*Todas as Fotografias são da minha autoria/pertencem-me. Não utilizar sem autorização prévia*

1 comentário:

  1. Ohhhh João! Puseste me com um sorriso de orelha a orelha do inicio ao fim! Foi incrível conhecer-te e fico radiante por te ter marcado dessa forma! Que venham muitos mais encontros assim! Ficou tanto por dizer e eu só queria agradecer a disponibilidade e a paciência para ires ter comigo. Foste incrível e não poderia ter pedido melhor!

    Àparte disso, eu não dei pelas falhas (sem ser nas filas do pingo doce) talvez porque estava demasiado ocupada a viver tudo muito intensamente. Tenho pena de não ter ido ao Génesis porque foi na tarde do nosso raid e como estava de direta passei a tarde a dormir e de não ter explorado o 7sentes! Sinceramente, detestei a abertura mas o encerramento foi espectacular e na minha óptica não teve nada a haver! Mas esta é a minha versão da coisa claro! Espero que te tenhas divertido e criado memórias para a vida tal como eu fiz! Para a próxima já serei caminheira e espero ver-te por lá outra vez! Beijinho enorme e até um dia destes! :D

    ResponderEliminar